22.12.15

«Sabe qual é? Em um ano cê não sente nada por todas, no outro… Sente tudo por uma só.»

Este texto não é autoria minha, mas é um texto lindo. Todos os textos que vejo 'Robin and Stubb' eu apaixono-me sempre, não consigo evitar! Espero que gostem tanto como eu.
«Eu acho que já me conformei com o fato de que eu nunca vou entender o que se passa na sua cabeça que mais parece um mapa enigmático do que qualquer outra coisa. O problema é que meu mundo sempre girou em torno do seu umbigo, Robin, mas você teimosa como sempre nunca quis abrir os olhos pra notar isso. Você pode agir arrogante como se a minha presença não te afetasse em nada, mas você ainda balança as pernas freneticamente quando senta do meu lado e ainda não sabe onde por as mãos quando eu chego perto demais. Eu sei que a gente tem mil problemas e que eu só faço merda e acabo de vez com tudo o que a gente tem quase todos os dias. Mas eu fico aqui porque a parada que eu sinto por você é incapaz de parar, e você volta porque sente o quanto isso é forte mesmo que eu seja tão fraco. É que você dá um tom diferente e bem melhor pra minha vida que foi sempre tão mais ou menos. Eu sempre quero desistir e largar tudo pra que você possa achar o que realmente procura, porque você nunca procurou por algo como eu assim como eu nunca procurei por você. Mas eu descobri que você era melhor do que as ideias que eu tinha na cabeça e deve ser por isso que eu te procuro toda noite sem conseguir abrir mão. Eu sei que a gente também não combina em nada, que você já fala três línguas diferentes e eu ficaria feliz em só entender a sua. Você passou no vestibular e eu passei pela sua casa, você aprendeu mais de vinte palavras em alemão e eu ainda sou o cara do palavrão. Mas eu sei que eu posso ser o certo pra você, mesmo que eu seja um total babaca que não sabe lidar com nada principalmente com esse seu jeito mulherão cheio de enigmas mas com coxas com cheiro de morango que detectam uma inocência de menina. Você é a personificação do que realmente significa ser menina-mulher, e eu ainda sou o cara comum que só quer saber o que você realmente quer. As suas mãos tremem agora porque você quer coloca-las junto das minhas e não sabe como fazer isso. Mas toda vez que eu levanto pra ir embora você puxa meu braço com força e crava as unhas com tanta vontade que eu ainda posso ver as marcas da última vez. Eu não sei o que você quer mas tenho leves suspeitas do que seja porque o que eu quero tá bem na frente agora, com as mãos coçando pra encostar em mim e me perguntando se eu tô realmente prestando atenção.
Ah Robin… Você não tem noção do quanto. 
-Robin And Stubb

Sem comentários:

Enviar um comentário