15.7.14

Ten Thousand - And Those Words Be the Oxygen so Just Breathe

Repronunciei mil vezes estas palavras na minha cabeça, de maneira a soar melhor, a que ficasse tudo esclarecido. De modo a que começasses a ler e não desistisses logo da oportunidade que me estás a dar de te explicar algo parcialmente inexplicável.
Da última vez que deixamos de falar tu ainda lias o meu blog, desta vez duvido que isso aconteça.
Pensei se deveria ter ido ter contigo pessoalmente explicar-te as coisas agora que estou de férias da escola, mas não dos pensamentos. Mas fui cobarde, como sempre, não tive nem tenho coragem de olhar para a tua cara.
Tu pensas - e com razão - que te deixei na pior altura. E visto por fora foi isso que aconteceu. Tu estavas bastante frágil, masoquista, depressivo, ansioso e pensaste em mil e uma maneiras de desapareceres neste mundo sem causar dores aos mais próximos para ti. E hoje, sem intenção alguma li as nossas últimas conversas no twitter e rezei para que tu as entendesses. Eu quis abrir-te os olhos porque só de imaginar a tua partida era doloroso para mim e eu queria mostrar-te que tinhas uma boa vida de se viver. Talvez tenha sido injusta com certas palavras mas eu também não estava na melhor fase, e peço desculpa apenas por isso. Eu afastei-me porque, meu Deus, se me aparecesses à frente naquela altura eu teria caído a teus pés como da primeira vez. Hoje não seria assim, eu tenho alguém e estou feliz, mas naquele dia eu estava com a cabeça a mil e quando disseste aquela palavra eu explodi, eu não queria voltar a depender de ti.
O objectivo deste texto não é pedir-te para esqueceres, perdoares ou sequer voltares porque sei que não o irás ler, mas para que percebas que nunca foi minha intenção magoar-te. Eu gostava mesmo de ti e estiveste lá quando poucas pessoas estiveram. Visto o meu melhor e pior e ainda assim ficaste. Eu sei qual é a dor de perder alguém e nesse dia senti a dor de deixar alguém e também é horrível.
Dos 'Gosto de ti dez mil.' não sobrou nenhum. Nós gastámos os 10 mil inteiros sem piedade alguma e lamento isso. Mas foram bem "usados" e disso eu não me arrependo.
Sei que estás bem e estás feliz e só te desejo a maior felicidade deste mundo e o outro a seguir.
Never Gonna Be Alone, vai haver sempre alguém próximo de ti. Nunca desistas de viver.
Imaginei este texto de mil maneiras na minha cabeça, mas para um desabafo esta foi talvez a melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário