23.7.13

The Diary Of a Childhood

Querida Inês,
Desculpa demorar tanto tempo a escrever, mas ando ocupadíssima com as mudanças ! Sim, vou mudar-me para Lisboa e está a ser difícil arranjar uma escola decente porque não gosto de nenhuma, estou farta de mudanças, pessoas novas e sítios novos sabes. Cansada de recomeços. A minha mãe queria que eu acabasse isto tudo com o coração em paz, mas é impossível quando ele nem estava inteiro para começar.
Ando um pouco desiludida com o meu corpo, não me sinto bem. Adoro a musica "Demons" dos Imagine Dragons, identifico-me bastante. Mas como sempre, hei-de me cansar dela.
Este verão está a ser terrível, ainda só fui uma ou duas vezes a praia, estou mais que branca.
Sábado vou para Santo André com o André, vou ver se me divirto um pouco.
Já te disse que tive 5 a matemática ? estou bastante orgulhosa de mim, só espero que no secundário a nota se mantenha.
No outro dia enfraqueci sabes, disse algo que não devia ao Mário. Odeio que saibam que estou mal, mas preciso urgentemente de alguém, obviamente ninguém entenderia !
Tenho tantas coisas para contar que o texto começa a deixar de fazer sentido !
Estive com o meu primo e a minha família, diverti-me imenso. A Joana diz que somos unidos, mal ela sabe que estamos todos por um fio. Todos sentem saudades do meu pai, menos eu.
Deveria parar de escrever estas cartas e acordar para a realidade, mas sinto-me bem a escrever. É uma escapatória para tudo.
Continuarei a escrever, espera-me.
Da tua, Beatriz.

Sem comentários:

Enviar um comentário