10.5.13

'Just Fucking Friends'


Sei que te pareço confusa e por mais que te tente explicar as coisas tu fazes de tudo para não as ver da maneira mais correcta. Sei que provavelmente o que escreverei aqui será um erro e trará consequências, mas sou mais segura com palavras. Dizer-te isto na cara será um enorme desafio.
Eu gostei de ti, eu quis-te por perto e, apesar de desconfiada e medrosa sempre te mostrei tudo isto. Passados uns meses dizes-me o que disseste e vais embora. Tentei mentalizar-me que eu não gostava de ti e a verdade é que não te amava, mas atraias-me. E quando finalmente me mentalizei disso tu voltas com a mesma conversa. Quando percebes que estás a ter atitudes infantis ? quando percebes que para mim “não termos nada” e “termos tudo” não chega ? quando percebes que os homens quando gostam assumem as coisas ? Ainda tens muito que crescer e aprender e isto não é uma crítica, é um conselho.
Não gosto de meios termos, já te tinha feito ver isso. Eu sei bem que isso tudo é vergonha de mim e da nossa relação e agora explica-me: porque haveria eu de querer ficar com alguém que tem vergonha de mim quando tenho outros rapazes que provavelmente me dariam o mundo? Peço desculpa pela sinceridade, mas é para te fazer ver que eu preciso e quero mais do que isto para mim e não quero namorar contigo, mas também não quero outra coisa qualquer e sabes do que falo.


Sem comentários:

Enviar um comentário