11.4.13

The Diary Of a Childhood

Querida Inês,
Já não escrevia a algum tempo, não por falta de tempo ou paciência - apeser destes terem sido escassos também - mas sim por falta de um computador ! É isso mesmo que estás a ler.
Agora estou em frente do meu computador portátil novo, com uma chávena de café quente e sem açúcar - a minha mãe esqueceu-se de comprar, e isto está realmente amargo bah - e chocolate preto porque né, preciso de doces para sobreviver.
Nem perguntei como estavas, mas calculo que bem espero eu.
Montes de pessoas fizeram anos esta semana, o André, a Daniela, o João Soares e a minha querida avó faz amanhã anos. Vou jantar com ela em Lisboa, num restaurante qualquer na expo e no sábado vou almoçar com o André.
Hoje estava realmente enervada com toda a gente, não sei o que aconteceu, ando deprimida. Deus queira que passe.
Na terça-feira tirei umas fotos na escola com um fotografo profissional e ele disse-me "Tanto estilo, tens talento!", não sei, mas penso que ele está errado de alguma forma. Uma das fotografias vai ser para a minha avó numa moldura castanha e prateada. E já comprei a prenda do André, é realmente ... verdadeira suponho !
Ele anda triste comigo porque nunca lhe respondo aos sms, mas como referi estou cansada e deprimida, não ligo muito ao telemóvel.
Brevemente te escreverei,
Da tua, Beatriz.

Sem comentários:

Enviar um comentário