25.7.12

The Diary Of a Childhood


Querida Inês,
Não há muito para dizer, não há muito para falar. Apetece-me escrever, tenho sentido essa falta, mas sobre o quê ? Não á nada neste momento, nada importante. Eu própria não sou importante. Dia 5 de Agosto vou para França, hum ... super interessante. Estou entusiasmada o suficiente, penso eu. Que carta aborrecida não achas ? vou parar de a escrever. Espera-me pela próxima carta, talvez demore um pouco a fazê-la, mas se esperares, escreverei.

Da tua, sempre, Beatriz.

Sem comentários:

Enviar um comentário