29.7.12

Hoje eu provei com todo o gosto possível aquela velha frase que diz que é nas piores horas que vêmos quem é verdadeiro. Esta solidão toda acabou por ser a minha companhia e quando me pergunto quem são os meus amigos eu sempre acabo desiludida com a resposta. Ultimamente todos eles se andam a afastar de mim por motivos idiotas ou até mesmo sem motivos. Se a solidão veio para me mostrar quem é os verdadeiros então eu agradeço-a e aceito-a. Pode ser que um dia, eles me compreendam e se arrependam de me terem deixado. E a verdade é que as amizades são todas como as religiões, todos acreditam muito em Deus mas continuam a olhar para os dois lados da estrada antes de a atravessar não é ? Na maior parte das "amizades" é o mesmo. Todos acreditam muito uns nos outros, mas na hora não são capazes de te falarem sem teres um sorriso na cara. Não são capazes de caminharem a teu lado se não tiveres nada para oferecer. Na minha opinião, os amigos são os que caminham mesmo quando não têm força para nos acompanhar. E eu estava com toda a gente fisicamente e apercebi-me nesse momento que eu não tinha ninguém e a solidão estava comigo com o mesmo medo que eu, com medo de estar sozinha e então ficamos as duas, juntas. Eu sabia que ela nunca me deixaria no entanto ela não tinha a mesma certeza de mim, ela era imortal, eu não. Mas mesmo assim ela não tinha medo, porque rapidamente encontraria outro alguém para lhe fazer companhia. No inicio a sua vitima desejava a morte e passado um tempo, habituávamo-nos tanto e tão bem a ela que deixa-la era um castigo. em - Vi-me no chão, sozinho, sem amigos ou qualquer outra pessoa do meu lado. Então tive que me levantar, tive que ser forte, ser forte por mim.



Sem comentários:

Enviar um comentário